domingo, 10 de fevereiro de 2013

O Recurso - John Grisham






Sinopse - O Recurso - John Grisham


Com mais de 250 milhões de exemplares vendidos, traduzidos em 29 idiomas, John Grisham volta, em O recurso, ao universo da justiça que o consagrou - o livro, que, a exemplo de outros seus, alcançou o 1º lugar na cobiçada lista do The New York Times, é o seu primeiro thriller jurídico desde O corretor, de 2005. Num tribunal do Mississipi, o júri volta atrás do veredicto contra uma companhia acusada de despejar resíduos tóxicos no reservatório de água de uma cidadezinha, causando o maior boom de câncer da história - a empresa houvera apelado à Suprema Corte, composta por nove juízes. A questão é: quem eram eles? Como votaram? Algum deles poderia ser substituído após a decisão final? A política sempre foi um jogo sujo. Grisham mostra, agora, que a justiça também é.
Em O Recurso, o leitor já começa a trama dentro de um tribunal de Hattiesburg, Mississippi, à espera do retorno do júri após o término de um longo julgamento. Quando o júri volta com um surpreendente veredicto de 41 milhões de dólares contra Krane Chemical Corporation, uma grande empresa química, considerada culpada por jogar substâncias tóxicas na água de Bowmore, uma pequena cidade em Cary County, é que Grisham começa a mostrar ao leitor o quanto os ricos podem ser ainda mais gananciosos.
O desfecho de O recurso é uma surpresa, perfeito para um livro cheio de viradas. E para os fãs de John Grisham é ótimo ver que o escritor continua dominando os tribunais como poucos.


Resenha - O RECURSO - John Grisham.


Ao que parece o autor é bacharel em Direito e se dedicou a escrever romances cujos temas margeiam o Direito. Neste livro o autor denuncia várias facetas do sistema judiciário americano que poderá facilmente transpor fronteiras sendo comparadas com tantos outros sistemas.
Apesar de o assunto referir-se a um Recurso, peça jurídica interposta com o objetivo de mudar uma decisão emanada por um juiz, inclusive sendo título, os vocábulos utilizados em nada se equiparam as petições e jargões jurídicos já tão disseminados no cotidiano em tribunais.
O romance foi muito bem escrito trazendo à mente situações inusitadas e uma torcida pelo justo e pelo correto. A história traz um enredo sobre o dia-a-dia de um escritório de advocacia que acredita no dever de justiça frente a uma corporação, cujo interesse é o lucro. Nesta luta, o autor consegue dar vida ao sofrimento daqueles que assistem imóveis ao movimentar de um Sistema Político imperfeito, engajados na esperança de que tudo possa funcionar conforme a teoria.
O Escritório de Advocacia é liderado por um casal que apostam tudo neste caso. Inconformados com o tratamento dado por uma grande corporação à uma pequena cidade interiorana, lançam-se numa luta jurídica onde entrelaçam vidas e mais vidas que mesmo não sendo uma das partes processuais, recebem os efeitos da batalha.
O Romance prende do início ao fim. O Autor consegue dividir bem o enredo de forma a não se cansar nem perder a continuação. Ao ler haverá suspiros e alívios, raiva e inconformismo com a descrição dos fatos e do dia-a-dia nos bastidores da Suprema Corte do Mississipi. Mesmo os que não possuem um viés nas ciências jurídicas irão apreciar este romance, pois com uma história intrigante, terminar a leitura será uma promessa de quem inicia esta jornada.


JOEL GOMES DE PAULA JUNIOR



Um comentário: